segunda-feira, 26 de março de 2012

domingo, 25 de março de 2012

MUDANÇA DE VIDA

CANSADAS DE VIVER NA ROÇA MUDARAM PARA A CIDADE
E VIRARAM PEÇAS DE DECORAÇÃO.

quinta-feira, 22 de março de 2012

quarta-feira, 21 de março de 2012

terça-feira, 20 de março de 2012

sábado, 17 de março de 2012

MARITACAS I

Clic na foto para ampliar.

sexta-feira, 16 de março de 2012

quarta-feira, 14 de março de 2012

TRIANGULOS

DETALHE DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE S.J. DEL REY - MG

terça-feira, 13 de março de 2012

sexta-feira, 9 de março de 2012

domingo, 4 de março de 2012

LAVADEIRA




LAVADEIRA

Não tem quem não conheça ou já não tenha ouvido falar das belíssimas odonatas. Talvez não tenham se dado conta, pois conhecemos esses lindos insetos como libélulas, lavadeiras, (eu chamava de helicóptero quando criança).

Não tem como não se apaixonar. São insetos grandes, super coloridos e brilhantes, as peças bucais são mastigadoras por causa do hábito totalmente carnívoro, possuem olhos muito grandes, proeminentes (até 30.000 omatídeos, nossaaaa!!!), 2 pares de asas membranosas transparentes com nervuras complexas, formando lindos desenhos.

As libélulas apresentam várias curiosidades. Apesar da encatadora beleza, são insetos considerados primitivos em relação aos outros, elas não podem dobrar suas asas e por isso são chamadas de insetos paleópteros. Como se não bastasse as odonatas hemimetabólicos (não passam pela fase de pupa, como os besouros, moscas e outros insetos), ao invés disso, possuem uma fase larvar aquática. Isso mesmo, as libélulas colocam seus ovos na água, do qual eclodem larvas que se desenvolvem dentro d’agua sofrendo várias mudas até chegar a fase adulta, nesta fase além de muito “feiosas”, são terríveis predadores de larvas de peixes e girinos, dando grandes dores de cabeças a piscicultores e ranicultores. É por isso que as libélulas são sempre vistas voando perto de lagos, piscinas, sempre encostando seu abdomen na água. Na verdade, estão colocando seus ovinhos!

Quando as larvas alcançam a maturidade, saem da água, se agarram em algum galho, tronco perto da água onde se secam, desidratam sua casca e ficam ali até o adulto “quebre” a capa de queratina que cobria a larva e emerge um lindo adulto como vimos por aí, sempre com muita fome… Aliás, o hábito predador desses insetos é assustador. São capazes de devorar em segundos gafanhotos, besouros, borboletas e vários outros insetos. Em espanhol são chamadas de caballito del diablo; em inglês de dragonfly e em alemão chamam de Libelle
mais informações AQUI

quinta-feira, 1 de março de 2012