sábado, 19 de setembro de 2009

LÁ E CÁ... SANTANA DO DESERTO

LÁ E CÁ...
é o título que darei para as postagens que se seguirão a esta e, pretendo compartilhar com vocês. É a forma de vida que estou adotando e que me permite viver e conviver com minha família respeitando a forma de viver de cada um e tendo também, os nossos momentos, o convívio com a nossa geração e com aqueles que fizeram parte da nossa infância e juventude.
Passamos a infância e juventude em Minas e depois de formados, casamos e viemos para São Paulo onde criamos nossa família.
Hoje são 5 filhos, 4 casados e um quase, e 4 netos. Então vivemos uns tempos aqui, outros lá, e assim vamos revezando.
Lá, levamos a vida a dois, partimos para reconhecer as antigas Vilas e Cidades circunvizinhas de Matias Barbosa, onde é nossa base . Isso sem compromisso nem calendário, simplesmente como estando a bordo de um balão e como já diz a música... Deixa a vida me levar... ou vamos para onde o vento nos levar.

Vou começar por:

Santana do Deserto
O início da povoação data de 1852, tendo o capitão Cândido Pereira da Fonseca desmembrado da fazenda Santana, de sua propriedade, a faixa de terra necessária à construção da igreja, que tem como padroeira Nossa Senhora de Santana. A baronesa de Juiz de Fora fez doações à igreja para o seu patrimônio e doou um prédio para a escola pública. Ao ser criado o município de Matias Barbosa em 1923, o distrito de Santana do Deserto passou a integrar esse município, do qual se separou em 1953, quando teve a autonomia municipal.

Fonte: almg.gov.br

População: 3.833 habitantes
Homens: 1.961
Mulheres: 1.872
Área Total: 182,0 km²
Dens. Demográfica: 21,06 hab/km²
Altitude: 372 m
DDD: 32
CEP: 36620-000

Igreja Matriz Nsa. Sra. Santana
Construção em estilo barroco português clássico de 1853, pelo Cap. Cândido Ferreira da Fonseca.
Em seu interior há 5 altares de madeira de lei, várias esculturas dos séc. XVII e XVIII, folheadas a ouro.










Data da Construção da Igreja











Estilo Barroco português Clássico










8 comentários:

Chica disse...

Que lindo isso e é bom poder viver cá e lá! As fotos são lindas. Não quero perder nada!abraços, bom domingo,chica

nilda disse...

Lá ou Cá, o importante é estar com voce.
Além de "O MARIDO", voce é a mais agradável e apaixonante companhia.
Beijoca.
Nilda.
http://meucantin5.blogspot.com/

LILIANA G. disse...

QUE LINDA CONSTRUCCION!!! Y SUS MAGNIFICOS DETALLES,BUENISIMA SERIE.
UN BESO DESDE ARGENTINA

Gaspar de Jesus disse...

Olá José Jaime
Obrigado por nos dar a conhecer ESTA LINDA SANTANA DO DESERTO, de que nunca ouvira falar.
gRANDE ABRAÇO
g.J.

Hugo de Macedo disse...

Belas imagens, parecem postais...!

Anônimo disse...

José Jaime otimas fotos ,agora so tem que fotografar a Igreja de Saõ Jose Das TRES ILHAS
ABRAÇOS


MANOEL

Rafael Travassos Dutra disse...

Olhando estas fotos, lembro da minha infância.. das jabuticabas.. de quando subia nas mangueiras e la ficava com medo dos bois kk
E da minha madrinha cremilda que mora ai e que á mais de 20 anos não á vejo.. Saudades desse lugar lindo... parabéns pelas fotos
Rafael Travassos Dutra.

francisco de paula da silva disse...

muito bonitas as fotos da igreja ,estive visitando santana no ano passado onde fui na igreja que, meus tios casaram eu nasci na cidade de pequeri mg proximo ai mas me criei na faz santa sofia em silverio lobo onde sempre iamos as missa e as festas nosanos 70 fica uma sugestao para postarem fotos da igreja de silvera lobo, hoje moro em matias barbosa e tenho muito orgulho de ter sido criado neste municipio maravilhoso.